Novo campeão municipal de Xadrez será definido no 2º Nova Bréscia no Xadrez

Acontece, no próximo dia 19 de abril, o 2º Torneio Nova Bréscia no Xadrez. Para arbitrar o torneio, foi convidado o árbitro internacional Marcelo Konrath, árbitro pela Federação Internacional de Xadrez e editor do Portal Xadrez Gaúcho.
Neste dia, será conhecido o Campeão Municipal de Xadrez 2014. O atual campeão Tiago Segabinazzi será desafiado por 35 enxadristas que querem levar o título desta edição. 
O torneio vai acontecer na Praça da Matriz, a partir das 13horas (em caso de chuva o torneio se realizará no hall da Prefeitura Municipal). A participação será através de convite, com confirmação antecipada. A organização é do Departamento de Esportes e Prefeitura Municipal de Nova Bréscia com apoio do Banrisul.
 
Mesas repostas
 
Foram repostas as mesas de xadrez na praça. O Departamento Esportivo pede a todos que gostam do jogo que façam uso e ajudem a preservá-las. As peças estarão sempre sobre as mesas e, na sua falta, na casinha da praça. Segundo o Departamento, desde a sua inauguração, há um ano, não houve nenhuma peça furtada ou estragada, o que mostra o nível de cultura do bresciense.

Projeto pioneiro terá investimento de R$ 4 milhões

Condomínio associativo será construído em Linha Tigrinho Baixo. Robôs irão fazer a ordenha de vacas que deverão gerar 30 litros de leite/dia.
 
Nova Bréscia será o primeiro município a receber o projeto de bovinocultura de leite totalmente automatizado, atuando no sistema associativo e com a junção de 16 produtores. Serão investidos cerca de R$ 4 milhões no município que é um dos quatro a receber o programa – os demais são Roca Sales, Candelária e Arroio do Meio.
A parceria público-privada entre Dália Alimentos e prefeitura de Nova Bréscia foi firmada na no dia dois de abril, durante sessão ordinária da Câmara de Vereadores. Os nove vereadores votaram favoráveis ao projeto de lei que prevê a destinação de recursos como contrapartida do município para aquisição de uma área de terras para execução do projeto, além de terraplanagem, energia elétrica trifásica e a construção de um poço artesiano.
Participaram do encontro representando a Dália Alimentos o presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, o gerente da Divisão de Produção Agropecuária (DPA), Igor Weingartner, o zootecnista e supervisor do Gado Leiteiro, Fernando Oliveira de Araújo e o ex-conselheiro e presidente do grupo de produtores que irão participar do condomínio em Nova Bréscia, Ademir Lorenzon. Também esteve presente o prefeito Gilnei Agostini, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Celito Turatti, vereadores e produtores que deverão integrar o programa. 
 
Projeto pioneiro e inovador
Weingartner apresentou um vídeo institucional da empresa, explicando os objetivos e o formato de atuação do Programa Associativo de Produção Leiteira. Disse que a ideia surgiu há três anos, após um diagnóstico levantado pela cooperativa, que foi amadurecendo com base na preocupação da empresa em estancar o êxodo rural e garantir mais qualidade de vida aos produtores, fazendo-os permanecer no campo de forma associativa. “Será um grande projeto da Dália, com ordenha robotizada e gestão compartilhada. Não se trata da melhor granja do Vale do Taquari, mas sim do Brasil”, enalteceu o gerente.
Piccinini lembrou que o programa teve inspiração após viagens à Galícia, na região da Espanha. “Lançamos o projeto em 2011, com a preocupação nas famílias rurais. Hoje sabemos que será um projeto em nível de Estado, único em todo país. Celebramos uma data histórica e importante para o segmento leite.” Segundo ele, a cooperativa já garantiu o valor de R$ 16,4 milhões, financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), cujo órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia é responsável por financiar projetos na área da inovação e da tecnologia.
Agostini colocou que não se trata de um projeto qualquer, mas sim de um projeto único e inovador. “É um orgulho para Nova Bréscia ser o primeiro município no Brasil a ter essa tecnologia e fazer parte dessa iniciativa, que prevê a produção em forma associativa, com robôs realizando o serviço. Temos a certeza de que será um grande investimento que vai orgulhar nosso município e nossos produtores”, falou. 
O presidente do Legislativo, Jorge De Maman, parabenizou a iniciativa da Dália Alimentos e disse que a Câmara de Vereadores é parceira de projetos que visem o crescimento e desenvolvimento do setor primário, além do bem-estar dos agricultores e estancamento do êxodo rural. “Tenho a certeza de que será um grande e próspero negócio para Nova Bréscia.” 
 
Investimento 
de R$ 4 milhões
O Programa Associativo de Produção Leiteira é pioneiro no Brasil. Terá granjas em Nova Bréscia, Roca Sales, Candelária e Arroio do Meio. Caberá à Dália Alimentos investir, em cada condomínio, o valor de R$ 4 milhões. Na contrapartida, os municípios se comprometerão em disponibilizar a área de terras, terraplanagem, abertura de poço artesiano e rede trifásica de energia elétrica. 
As instalações, com alto padrão tecnológico e modernização, terão capacidade para alojar 262 vacas, com ordenha robotizada. A participação em cada projeto será de 16 famílias, podendo variar em cada condomínio. 
A proposta sugere que a infraestrutura, a tecnologia e a administração técnica sejam de responsabilidade da cooperativa. Os produtores serão sócios do empreendimento e responsáveis pela alimentação das vacas, adquirindo suas cotas de acordo com o valor dos animais que irão alojar no condomínio. Toda a gestão será conjunta com as famílias associadas. Com isso, o projeto irá garantir maior qualidade do leite e, em consequência, melhor preço e qualidade de vida aos agricultores. 
Conforme Piccinini, o projeto está alicerçado nos conceitos de coletividade. “Hoje as famílias estão produzindo de forma independente, com dificuldades de mão de obra, idade avançada, escala de produção mediana e baixa, fadadas a deixarem a atividade num futuro próximo”, comenta. E completa: “com a formação do empreendimento, o leite do grupo será produzido em um único local, o que garantirá maior preço e maior qualidade.”
Todos os recursos serão otimizados: equipamentos, mão de obra e tempo. Os animais receberão assistência técnica intensiva, alimento balanceado e regular, o que trará produtividade e eficiência. Após quatro anos, a Dália Alimentos projeta que a unidade atinja a média de 30 litros de leite por vaca/dia, o que resultará no montante de 9,1 mil litros por lactação, índice dos maiores produtores de leite do mundo. Com este volume, o crescimento de receita de cada município com arrecadação de impostos poderá aumentar em 168%.
Fonte: Assessoria 
de Imprensa Dália

Nova Bréscia terá Escola de Ensino Fundamental urbana

Neste mês, o município de Nova Bréscia foi contemplado com uma Escola Municipal de Ensino Fundamental, que será construída com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A Escola será constituída de seis salas de aula, uma sala de leitura, uma sala de informática, bloco de serviços, bloco administrativo, recreio coberto e poderá atender 216 alunos por turno.
A obra terá 854 m² de construção e custos aproximados de R$ 990.809,95 por parte do FNDE e R$ 30.190,10 de contrapartida pelo município. Atenderá as Séries Iniciais do Ensino Fundamental e será construída no Parque Manfroi, ao lado da EMEI Criança Feliz, pois é neste espaço que o município possui um terreno que contempla as exigências do FNDE. 
O município conquistou esta obra por tê-la solicitado no programa PAR (Plano de Ações Articuladas) do FNDE, pela insistência do Prefeito Gilnei Agostini em suas idas a Brasília e por sermos um dos poucos municípios do Vale do Taquari que não possui Escola Municipal de Ensino Fundamental na área urbana.
 
 
 
 

Botafogo assume a ponta

Mais uma rodada finalizada no Campeonato Municipal de Futebol. No último final de semana, 23/03, os confrontos aconteceram em Linha Pinheiros, e um novo líder assumiu a ponta. Após vencer o Caçadorense por 2x0, o Botafogo de Jacarezinho, campeão do ano passado, empatou em pontos com a equipe de Caçador, mas no desempate, está em primeiro lugar na classificação geral, com nove pontos ganhos.
 
Logo atrás vem o Caçadorense, também com nove pontos, mas em segundo lugar devido ao critério de desempate (confronto direto). Em seguida vem Imigrante, com seis pontos, Canarinho, com quatro pontos, Botafogo de Olinda, com quatro pontos, Juventude, com dois pontos, e Cristal, com nenhum ponto.
No Máster, a classificação é: 1º lugar – Floriano, com seis pontos, 2º lugar – Capengas, com três pontos, e 3º lugar – Equipe 1 com nenhum ponto ganho.
Você está aqui: Principal Notícias Destaques