Dados para o centenário da Paróquia estão sendo resgatados

No dia 14 de agosto de 2016, a Paróquia São João Batista de Nova Bréscia vai completar 100 anos de fundação. Para comemorar a data, o Padre José Grilli está realizando um resgate histórico da Paróquia, através de pesquisas no Livro Tombo e livros oficiais de batismos, casamentos, crismas e comunhões da igreja.
A iniciativa do resgate foi do próprio padre José, que considera o centenário da Paróquia uma data digna de uma grande comemoração. Ainda não há uma programação oficial para a data, mas, segundo o pároco, a Paróquia, em conjunto com a comunidade e a Mitra Diocesana, deverá organizar atrações para marcar a data.
Em sua pesquisa, o padre José Grilli já encontrou relíquias da história da Paróquia, como o primeiro batizado, casamento e óbito realizados na nova igreja. Os dados estão sendo catalogados por ano, sendo destacados os principais acontecimentos da capela e também no município.
Veja alguns dados resgatados pelo padre:
 
1915
16.02.1915- Reunião para Erigir a Paróquia São João Batista, coordenada pelo delegado do Bispo Dom João Becher, Pe. Enrico Preti, de Encantado, e constituição da Comissão que organizou a Paróquia, formada das seguintes pessoas: Giuseppe Giovanaz, Luigi Zanbiasi, Fortunato Betti e Santo Titon. 
20.05.1915: Visita do Arcebispo comunicando a possibilidade da ereção da Paróquia São João Batista.
20.11.1915: Chegada do primeiro Pároco de Nova Brescia, Pe. Giovani (João) Morelli, fixando residência.
21.11.1915: Foi batizada a primeira pessoa como paroquiana de Nova Brescia, Ignez Zambiasi.
-Foram crismadas 726 pessoas durante o ano de 2015.
 
1916
01.06.1916: 30 meninos e 29 meninas fizeram a Primeira Comunhão.
14.08.1916: Dom João Becher DECRETA a EREÇÃO  das Paróquia São João Batista –(Curato) – , delimitando a área de abrangência da mesma, e nomeia o primeiro pároco, o Pe. João Morelli.
02.09.1916: Foram nomeados, pelo Arcebispo, os festeiros, nas pessoas de Carlos e Candido Manfroi, e João Sopelsa, que planejaram os trabalhos  da construção da igreja de material.
 
1917
11.01.1917: Aconteceu o 1° óbito, registrado no Livro de óbitos da paróquia I: Irno Pallaoro.
13.01.1917: Aconteceu o 1° casamento religioso da paróquia: Isidoro Titon e Maria Potric.
04.02.1917: Iniciou-se a construção da nova igreja Matriz, parando na metade de abril, pois a planta só foi aprovada pelo Arcebispo no dia 31 de maio de 1917. A igreja teria 40 x 16m, ou seja, 320m². toda de pedra de “granito”(basalto).
 
1918
15.07.1918: Chegada da estátua de São José, doada pelo Sr.Silvester Daltue, no valor de R$ 555$000, esculpida pelo escultor Ignácio Zambelli, na Itália.
06.10.1918: Chegada da estátua do Sagado Coração de Jesus, doação do Sr. Luiz Zambiasi, esculpida por Ignacio Zambelli, na Itália. Custo R$ 640$000.
 
1919
10.03.1919: Chegada das irmãs scalabrinianas: Madre Assunta Marchetti, Astilia Angeli e Giustina Camardo(Camargo) (L.Tombo n° 1, pg 7v.).
14.03.1919: Dom João Becher expede a Portaria Autorizando a criação da Escola Católica de Nova Brescia, que será coordenada pelas irmãs scalabrinianas (Tombo 1, pg 8).
 
Mais dados históricos nas próximas edições do JNB.

Folia 2015

Cliques do carnaval em Nova Bréscia. Veja mais na página do StudioD Fotografia no Facebook

Festa do Bloco da Hora

Bloco Mulheres da Hora

Há um ano começava o desafio do churrasco mais longo do mundo

Há um ano, começava a maior façanha já realizada em Nova Bréscia. Completou, no dia 16 de fevereiro de 2015, um ano da abertura do Encontro de Churrasqueiros, quando um grupo de churrasqueiros destemidos e suas equipes, assaram sete dias de churrasco ininterruptos.
A data foi lembrada pelos churrasqueiros, suas equipes e autoridades do município, que realizaram um churrasco no galpão da praça, base do churrasco mais longo do mundo realizado no ano passado.
O encontro serviu para recordar os sete dias de trabalho e sentimento de vitória após dias e noites assando carne. Os churrasqueiros também aproveitaram o encontro para demonstrar sua vontade em realizar um novo Encontro de Churrasqueiros no ano que vem, revivendo as emoções e desafios da primeira edição do evento.
 

Festival da Mentira tem novo logo

A partir da edição deste ano, o Festival da Mentira vai ganhar um novo logotipo. O tradicional porquinho dentro de uma abóbora, vai ser substituído pelo frango vestido de churrasqueiro.
A substituição foi necessária devido a questões legais, já que a logomarca antiga não pode mais ser utilizada em virtude de seus direitos de imagem. Assim, a Administração Municipal buscou uma nova logomarca que se enquadrasse nas tradições do município e pudesse vir a ser, ao longo das próximas edições, seu novo símbolo, também reconhecido nacionalmente.
A logomarca antiga havia sido inspirada na primeira mentira vencedora do festival, realizado em 1982. Agora, o novo símbolo traz dois dos maiores símbolos do município: o frango e o churrasqueiro. Atualmente, Nova Bréscia é o maior produtor de frango per capita do estado. É reconhecido, nacionalmente, como tendo os melhores churrasqueiros do país. Assim, nada mais justo do que unir os dois para representar o maior evento do município, o Festival da Mentira.
Veja reportagem completa sobre a 27º edição do evento e as comemorações do cinquentenário de Nova Bréscia na página três.
 
Você está aqui: Principal Notícias Destaques