Assistência busca atender seu público alvo com novas oficinas

Dando continuidade às entrevistas com os secretários municipais, nesta edição falamos com a Secretária de Assistência Social, Andrea Lemos Martini. Veja o que ela contou sobre os planos da Administração para o setor.
 
JNB - Dos projetos existentes no ano passado, quais a Secretaria de Assistência Social vai executar esse ano?
Andrea - Os projetos que se enquadram dentro da nova realidade do município e que atendam o público-alvo, previsto pela legislação, continuarão sendo desenvolvidos. Outros novos projetos também poderão ser oferecidos, visando atender a demanda do nosso público: crianças, jovens e idosos.
 
JNB - Houve alteração no quadro de funcionários da secretaria? Quem são os profissionais à disposição?
Andrea - O quadro da Secretaria da Assistência Social teve alterações e ainda não está totalmente completo. Temos atualmente atuando, duas assistentes sociais, dois estagiários, um educador físico voltado ao projeto da Ginástica. 
 
JNB - A agenda do CRAS, referente a atividades em turno inverso de aula, já está elaborada?
Andrea - Sim, mas poderá haver alterações em função da adequação, necessidades e da composição da equipe de trabalho.
 
JNB - Com a alteração do horário de funcionamento da EMEF Madre Assunta, o que muda nas atividades oferecidas pelo CRAS a seus alunos no turno inverso?
Andrea - Os projetos realizados no CRAS continuarão sendo desenvolvidos normalmente, atendendo a demanda e a faixa etária.
 
JNB - Haverá dias determinados para o atendimento ao público, pela secretaria, no Centro Administrativo?
Andrea - A Secretaria no Centro Administrativo estará aberta todos os dias para atendimento ao público. 
 
JNB - A Secretaria tem novos projetos para serem implantados neste ano?
Andrea - Estamos elaborando o nosso plano de ação mas, com certeza, teremos novos projetos para este ano e estes serão desenvolvidos em cima dos anseios e das necessidades do munícipes.
JNB - Quais as dificuldades que o setor deve enfrentar esse ano?
Andrea - A princípio esperamos não encontrar dificuldades, pois contamos com a continuidade dos serviços prestados e com os recursos oriundos das esferas que os mantêm.
 
JNB - Há previsão para o recebimento de verbas federais ou estaduais?
Andrea - Os programas são desenvolvidos com boa parte de recursos oriundos do Governo Federal e Estadual, e para este ano a previsão é que eles continuarão a serem recebidos.
 

Consertos de máquinas marcam início do ano nas Obras

Seguindo as entrevistas com os secretários municipais, nesta edição conversamos com o Secretário de Obras, Jair Lorenzon, que contou como está o setor, os equipamentos e os serviços realizados.
 
JNB - Quantos funcionários a secretaria tem a disposição atualmente?
Jair - Temos cerca de 25 funcionários. Destes, cerca de 60% estavam com férias vencidas, as quais precisaram ser tiradas agora, janeiro e fevereiro, meses que há muito trabalho.
 
JNB - Quais as máquinas e veículos em atividade?
Jair - Começamos o ano com uma retro, uma patrola e um carregador disponível. O restante do parque de máquinas estava sem condições de uso, sendo que em todos os veículos e máquinas foram feitas reformas e melhorias. Hoje estamos com 80% das máquinas disponíveis, mas ainda estamos com dificuldades com funcionários, pois há 12 máquinas em nosso parque e são apenas cinco operadores efetivos. Com falta dos mesmos, houve a contratação de mais um operador em janeiro e outro em fevereiro. Com nossos caminhões também há esse problema. Temos seis caminhões e apenas dois motoristas efetivos. Assim quando há um maior número de trabalhos o secretário auxilia como motorista. 
 
JNB - Há veículos em conserto?
Jair - Sim. Ainda não foi possível por toda frota em dia pelo fato da grande demanda de consertos nas máquinas e veículos.
 
JNB - Quais os trabalhos realizados atualmente?
Jair - Estamos trabalhando com muita intensidade nesses primeiros meses de trabalho, mesmo com precariedade em nosso parque de máquinas. Até o momento atendemos mais de 320 pedidos particulares, para fazer valos, limpar e cobrir silagens, arrumar acessos de casas, aviários, chiqueiros, estábulos, estradas particulares, entrega de materiais, horas para melhorias de roças, e melhoria das estradas, como de Morro Seco e de Jacarezinho, que estavam em precárias condições de conservação. E neste mês, iniciamos os trabalhos de roçadeira a trator nas estradas. Mais trabalhos públicos foram feitos em outras estradas que estavam com locais precários. Na cidade estamos atendendo pedidos e fazendo a sua manutenção, como limpeza e roçadas das ruas e arredores para melhor conservação.
 
JNB - Qual a prioridade no atendimento dos pedidos?
Jair - Esses estão sendo feitos com escala de pedidos, centralizando os mesmos nas comunidades, e assim diminuindo as despesas e correrias de máquinas e veículos, priorizando trabalhos com silagem e urgentes.
 
JNB - Como são cobrados os serviços com máquinas?
Jair - Trabalhos como de silagem, acessos para casas, aviários, chiqueiros, estábulos, não são cobrados. Os demais trabalhos que são realizados tem um valor cobrado de apenas 50% .
 
JNB - Como estão as estradas no interior? Há uma ordem de serviços nelas?
Jair - Praticamente a maioria das estradas estão precisando de melhorias. Priorizamos as mais precárias, começamos com a que dá acesso a Nova Bréscia/Coqueiro Baixo. Em seguida fomos a Jacarezinho e Borgueto, ambas eram as mais necessitadas por melhorias. Lá foram feitos trabalhos com rompedor hidráulico e escavadeira hidráulica, para assim ter melhor conservação das estradas, houve colocação de materiais e brita nas mesmas.
 
JNB - Houve dificuldade no início dos trabalhos da secretaria neste governo?
Jair - Sim, houve dificuldade por motivos de não haver máquinas em boas condições, e sabendo que nos primeiros dias do ano houve muitos dias de chuva para atrapalhar nossos trabalhos, mas mesmo assim não deixamos de atender na medida do possível.
 
JNB - Os equipamentos e funcionários disponíveis hoje são suficientes para o bom andamento do setor?
Jair - Não, mesmo com os funcionários em atividade se empenhando em ajudar nesse começo de governo, devido à grande demanda de pedidos, precisamos de mais operadores e mais motoristas para poder suprir as necessidades dos munícipes.
 

Sede da Secretaria da Saúde vai para o Posto de Sáude

Vamos começar nesta edição do Jornal Nova Bréscia, uma série de entrevistas com os novos secretários municipais, fazendo um perfil de cada secretaria. Vamos questionar o que cada setor está mudando e mantendo, bem como o que planeja para este ano.
Nesta primeira reportagem, entrevistamos Fabiano Mueller Lemos, Secretário Municipal da Saúde.
 
JNB - Houve alguma mudança no atendimento rotineiro da Unidade Básica de Saúde?
Fabiano - Não, neste primeiro momento optamos por dar continuidade aos atendimentos que vinham sendo prestados.
 
JNB - Houve diminuição/acréscimo de funcionários?
Fabiano - Alguns funcionários contratados através de cargos de confiança foram exonerados no final do ano, outros funcionários com contrato por tempo determinado e que estavam em vigência permaneceram. Para suprir a saída destes, estamos reorganizando e remanejando a equipe existente na UBS.
 
JNB - Houve alteração nos convênios com hospitais?
Fabiano - Não, mantivemos os contratos já existentes por um período de 90 dias, para avaliar e se necessário readequá-los.
 
JNB - Quais os profissionais médicos que atendem pelo Posto de Saúde?
Fabiano - Os profissionais médicos são: Dr. Joao Carlos Bassani, Dr. Geraldo Siqueira, Dra. Fernada Garcia Escobar (ginecologista), que atendem na UBS.
 
JNB - O trabalho do ESF vai ter continuidade? Vai trabalhar nos mesmos moldes?
Fabiano - Sim, o ESF é um programa federal e sendo assim é modelo a ser seguido por todos os municípios que aderem a este programa.
 
JNB - A sede da Secretaria da Saúde será transferida para o Posto de Saúde. Como será esta mudança? 
Fabiano - A mudança será realizada assim que tivermos o Ok do setor de engenharia e arquitetura, não será alterado a estrutura existente, somente readequação das salas.
 
JNB - Qual o objetivo da mudança para o Posto?
Fabiano - O objetivo é melhor atender a população, dar maior agilidade nos encaminhamentos e proximidade com os funcionários, diminuindo assim a distância entre a UBS e Secretaria, acabando com o vai e vem das pessoas que procuram atendimento. 
 
JNB - O que está sendo planejado para este ano?
Fabiano - Primeiramente estamos reorganizando e nos inteirando das necessidades, realizando algumas mudanças administrativas e de espaços físico. Não tivemos ainda tempo suficiente para planejamento, mas com certeza muitas melhorias virão.     
 

Padre José recebe título de cidadão bresciense

A Câmara de Vereadores de Nova Bréscia realizou, no mês de dezembro, mais duas Sessões Solenes, homenageando pessoas da comunidade. Uma terceira sessão solene já havia sido realizada no dia cinco de dezembro, quando prestou homenagem às delegações participantes do 1º Festival Internacional de Danças Folclóricas Latino-americanas de Nova Bréscia.
No dia 19 de dezembro, o Poder Legislativo realizou sessão solene para conceder ao Padre José Grilli o título de Cidadão Honorário de Nova Bréscia. O autor do projeto de lei foi o vereador Ireno Segabinazzi que justificou a homenagem como reconhecimento pelos relevantes trabalhos realizados pelo pároco à comunidade e ao município desde o dia 29 de janeiro de 2012, quando o padre iniciou seus trabalhos na paróquia São João Batista.
Ireno destacou a capacidade do padre em unir os fiéis, de conquistar a todos em prol de um objetivo comum. Lembrou de seu trabalho com as crianças através do coral e da retomada dos grupos de coroinhas. Também destacou as obras de melhoria realizadas no Salão Paroquial, comandadas pelo padre em parceria com a diretoria da capela, mas principalmente da construção da nova capela mortuária, para a qual o padre e sua família fizeram a doação de uma quantia em dinheiro, o que contribuiu com a concretização do projeto.
Ao receber a placa das mãos do vereador Ireno, o Padre agradeceu a homenagem e confirmou sua alegria em fazer parte da comunidade bresciense. Um representante de cada partido com assento na Câmara de Vereadores também pronunciou-se, homenageando o padre, assim como o Prefeito de Nova Bréscia, Gilnei Agostini, e o prefeito de Coqueiro Baixo, Veríssimo Caumo.
 
 
 
Você está aqui: Principal Notícias Geral